Projeto Bosque

“O melhor momento para plantar uma árvore foi vinte anos atrás, o segundo melhor momento é agora.”

Provérbio Chinês

O Parque Central de Arraial d’Ajuda é uma área extremamente relevante para ocorrência dos projetos de recuperação da vegetação, pois é considerada o pulmão e coração da cidade (do ponto de vista ecológico), e ocupa uma grande área do distrito. É circundado pelo centro e por vários outros bairros residenciais e comerciais, sendo, portanto, caminho para a maioria da população regional.
A revitalização do Parque, de acordo com seu projeto inicial, inclui a construção de áreas de lazer e áreas ambientais que garantam não só a preservação ambiental como também a saúde e o bem estar de toda essa comunidade.

Com esses mesmos objetivos, a Associação Verdejar d’Ajuda em parceria com a Associação Beneficente de Arraial d’Ajuda (ABAA) e a Sociedade Amigos do Arraial de Nossa Senhora d’Ajuda (SAA) propõem a revitalização do Bosque (uma das áreas desse Parque central), tendo em vista a importância da área para a manutenção da biodiversidade de espécies do bioma Mata Atlântica e, também, como ponto de contemplação à natureza e ferramenta de educação ambiental para os moradores e turistas da região.

A Mata Atlântica tem fundamental importância de preservação, pois, em virtude de sua riqueza biológica e nível de ameaça, foi apontada como um dos hotspots mundiais, ou seja, uma das áreas prioritárias para a conservação da biodiversidade em todo o mundo (Mittermeier et al., 2004). Atualmente existem 34 hotspots mundiais (figura 1), sendo, a Mata-Atlântica e o Cerrado os dois pontos críticos brasileiros. Essa grande biodiversidade apresentada se deve ao fato de o bioma possuir uma grande extensão territorial, grandes variações de relevo (devido à presença de uma cadeia montanhosa), regimes pluviométricos e mosaicos de unidades fitogeográficas (Oliveira-Filho; Fontes, 2000; Silva; Casteleti, 2003). Originalmente a Mata-Atlântica abrangia cerca de 15% de todo o território brasileiro (1.315.460 km²), hoje se resume à 8% dessa extensão territorial (Fundação SOS Mata-Atlântica e INPE, 2002). Aqui vale ressaltar que a principal causa de extinção das espécies é a perda de habitat.E esse bioma, que abriga inúmeras espécies endêmicas, sendo um dos principais patrimônios mundiais da biodiversidade, já teve a maior parte da sua extensão territorial devastada (figura 05).


Posts relacionados:

Fotogrametria do Bosque
Olá comunidade de Arraial d'Ajuda e Territórios!  Há algumas semanas atrás tivemos o apoio técnico do Biólogo Fernando Damasceno, que …
Mutirão e aerofotogrametria
https://youtu.be/2eN6RyS_l70 Vídeo do Mutirão de Limpeza e Fotogrametria do Bosque/ Parque Central – 01/04/21 Olá verdejantes! ??  O mutirão de …
Mutirão na 2ª “ilha” do Bosque
https://youtu.be/49rA_7aNcH8 Ação de limpeza na "ilha 2" no Bosque do Parque Central Olá verdejantes! ?? O último mutirão de limpeza …
Bosque florindo
Foto: Marcos Teixeira Foto: Erica Munaro
Mutirão: as ações por “ilhas”
As ações por "ilhas" no projeto Bosque-Parque Central Mutirões-Projeto Bosque-Parque Central Olá Arraial d'Ajuda e TerritóriosPreparados para o mutirão do …
Mutirões: Projeto “Nasce um bosque”
Olá Arraial d'Ajuda e Territórios ! O mutirão de limpeza nesta quinta-feira (18/03/21) no Parque Central foi incrível! Estamos no …
Somos natureza
Encerramos o calendário ocidental 2020 com um texto da Antonella e uma foto da diretoria executiva da Associação Verdejar d'Ajuda. …
Verdejar d’Ajuda em atividade
Nestes últimos 04 meses conseguimos manter nossas reuniões semanais online da associação e algumas atividades virtuais e outras presenciais que …
Projeto do Bosque no Parque Central
Parte do Coletivo Verdejar que tinha como missão a realização do plantio de um milhão de árvore e esteve em …
“Nasce um Bosque”
Um Parque, o Projeto de um Bosque e uma experiência do sensível nas regas e nos cuidados com as mudas, …